Luan Pereira passa semana em Barretos e vira 'rei do after' na casa que reuniu artistas em 'violadas'; conheça o 'Rancho Agroplay'



A voz grave, o carisma, e a mistura do romantismo sertanejo com o batidão mais ligado ao funk da vertente do gênero conhecida como "agro" fizeram Luan Pereira ganhar projeção e virar um fenômeno da internet com 5,8 milhões de seguidores só no Instagram. Os hits recentes que colocaram ele entre os cantores mais ouvidos do país também o fizeram já atingir um patamar de sucesso que não tinha sonhado chegar com apenas 20 anos.

Tudo isso gera a famosa "rotina de artista", com pouco tempo para aproveitar a vida "na pessoa física". Não para Luan. O acordo que o músico fez com ele mesmo é que ele não perderia o amor pela música sertaneja e a vida simples do campo que o colocaram onde está. A prova é uma atitude inusitada para o mercado: Luan Pereira viajou a Barretos na segunda-feira (21) sendo que só se apresentou na Festa do Peão na sexta (25) e tirou a semana para "curtir" o maior rodeio da América Latina.

Apesar de ser paulista de Suzano, Luan Pereira se mudou para o Paraná para se juntar ao grupo que levou o agro ao topo da música sertaneja. A nova comitiva, que se define como "galera do chapéu", é composta por cantores jovens que misturam modão sertanejo, funk e amor ao campo liderados por um império chamado Agroplay, escritório responsável por administrar a carreira dos líderes do movimento, como Ana Castela, o próprio Luan e a dupla Leo e Raphael.

Apaixonado por sertanejo desde criança, Luan viveu em Barretos a experiência de estar em um parque de diversões. Foi de passeios despretensiosos, em que se surpreendeu por algumas vezes não conseguir andar, a cantar no palco principal no show "Boate Azul", de Edson e Hudson e Gian e Giovani, fez quatro tatuagens, e virou o "rei do after" até de manhã em violadas com grandes nomes da música no rancho da Agroplay no Parque do Peão.

Fonte: G1