Lauana Prado revela sonho de fazer projeto só com mulheres sertanejas: 'Fortalecer o movimento'



A personalidade forte que colocou Lauana Prado entre os maiores nomes femininos da música sertaneja permanece o mesmo desde quando a cantora estourou com "Cobaia", em 2019. De lá até agora, foram outros sucessos como "Zap", além de "Whisky Vagabundo" e "Desandei", do projeto recém-lançado, e presença marcada em grande eventos sertanejos, como o maior deles, a Festa do Peão de Barretos, onde ela se apresentou no palco principal pela 1ª vez.

Quando se fala de personalidade em Lauana, a palavra pode ser analisada de várias formas. Personalidade para não abrir mão da identidade em gravar músicas diferentes do que tem sido feito atualmente, para lidar com a bissexualidade, que inclusive ela detalhou ao g1 no ano passado, e também para buscar fortalecer o movimento feminino na música sertaneja.

Em entrevista exclusiva ao g1 antes de estrear como atração principal em Barretos (SP), a cantora revelou a intenção de gravar um álbum só com mulheres para enaltecer a união das cantoras do gênero, atualmente lideradas por ela própria, Maiara e Maraisa, Simone Mendes e Ana Castela, e detalhou o "projeto do coração" ao adiantar informações sobre o "Raízes 2", gravado recentemente em Goiânia (GO).

"É um grande sonho que eu tenho, cheguei a fazer contato com algumas artistas, mas foi no momento que todo mundo voltou sua agenda de shows e isso acabou dificultando que a gente fizesse, mas está no meu radar, em breve a gente terá todas nós conseguindo nos abraçar e fortalecer nosso movimento feminino", disse a cantora.
No ano passado, Lauana lançou o "Raízes", um projeto que consiste em regravações de clássicos de várias gerações da música sertaneja e teve muita repercussão.

O impacto foi tamanho que que ela já preparou a segunda edição, mais grandiosa, com convidados, entre eles uma das maiores lendas da história do gênero, Milionário, que fez a histórica dupla com Zé Rico, além de Guilherme e Santiago, Fred e Fabrício e As Cristinas, que eram backing vocals da cantora e agora estão lançando carreira. Serão 26 pout-pourris de regravações.

"Raízes a gente tem repertório para fazer muita coisa. Se deixar, eu vou fazer 20, 30. A música sertaneja é muito rica, muito poderosa, faz parte de muitas gerações. A gente tem muita coisa linda para fazer com que a nova geração acesse interpretações de canções que ela não conhecia, não tinha conhecimento. O objetivo é enaltecer a música sertaneja, fazer com que as gerações se encontrem. Ele tem muito meu coração porque tenho muitas memórias afetivas disso" revelou a cantora.

Na noite de domingo (20), Lauana Prado se apresentou pela primeira vez no palco principal da Festa do Peão de Barretos depois de se apresentar duas vezes em um espaço secundário, que este ano tem o nome de "Palco Amanhecer". Ela não segurou a emoção ao pisar no palco do maior tempo da música sertaneja do mundo.

“Eu não consegui segurar a emoção quando comecei esse show. Todo mundo que vive o Barretão sabe o quanto essa terra é sagrada, essa festa é tradicional. Isso aqui é um sonho realizado. A gente trabalha todo dia, com muita vontade de fazer isso aqui acontecer”, disse, com a voz embargada.

Fonte: G1