Ao vivo no ‘Encontro’, sertanejo Cauan chora e confessa medo da morte por coronavírus



O cantor sertanejo Cauan, da dupla com Cleber, testou positivo para o novo coronavírus nas últimas semanas e desde então travou uma grande luta para recuperação da doença que já tirou a vida de mais de 115 mil pessoas no Brasil.

Enquanto tentava se recuperar, ele chegou a ficar com cerca de 75% da região pulmonar danificada, permanecendo internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Anis Rass, em Goiânia, no Goiás. Após tanta luta, ele ainda se mantém hospitalizado, mas deixou a unidade. Em entrevista ao vivo concedida ao ‘Encontro com Fátima Bernardes’, da Globo, na manhã desta terça-feira (25), ele abriu o coração.

Na ocasião, ele, que chegou até mesmo a fazer ironias com o impacto da Covid-19, confessou ter se recusado a procurar ajuda quando havia sentido os sintomas. “Eu respirava fundo e tentava buscar o oxigênio para não dar o braço a torcer, para não ter que ir [para o hospital]. Já sabia que se fosse, ia ter que ficar internado”, disse.

Na sequência, o cantor sertanejo acrescentou que sentiu muito medo e destacou a necessidade de ter passado pela experiência complicada para poder se transformar como pessoa. “Tive dois momentos muito difíceis, que fiquei com muito medo. Dois momentos específicos. Não sei nem explicar o que sentia naquele momento. Pensava que se morresse era mais vantagem”, observou.

Visivelmente emocionado, Cauan não segurou as lágrimas ao falar sobre a equipe médica que o ajudou na recuperação, e refletiu sobre o sentimento mais lindo e verdadeiro, o amor, e rasgou elogios sobre a família. “Costumo dizer que não amava nem meus filhos direito. Agora que eu sei o que é o amor pela pessoas, pela minha família, pelos meus filhos. Peço até perdão pela sinceridade. É até chato falar uma coisa dessas. Tenho dois filhos, duas crianças abençoadas”, declarou-se.

 

fonte:areavip