Angélica reflete sobre carreira e vida pessoal e conta como a meditação transcendental a transformou.



Recolher-se para dar um passo adiante. É dessa forma que Angélicavem conseguindo superar o trauma do acidente de avião que sofreu junto com os três filhos (Joaquim, de 14 anos, Benício, 11, e Eva, 6) e o marido Luciano Huck, em 2015.

E é nesse otimismo que ela, aos 45 anos, consegue enxergar vida até mesmo na experiência de quase morte com o pouso forçado que sofreu no Mato Grosso do Sul:

“O acidente me trouxe um olhar para dentro que nunca tive a vontade de buscar, me trouxe uma calma para a vida que eu também não tinha. Então, de tudo a gente pode tirar uma coisa positiva. Foi com a meditação que comecei a perceber.”

Fonte: Gshow